• Fale com a gente por WhatsApp!                

    Entenda as diferenças entre curso técnico e curso profissionalizante

    Saiba mais sobre as duas modalidades de estudo e escolha a que mais se adequa a você

    Para quem deseja entrar no mercado de trabalho já devidamente preparado e buscando uma boa vaga de emprego, podemos dizer que ter um curso profissionalizante ou um curso técnico no currículo é quase obrigatório. 

    Como é constantemente lembrado e deve ser ressaltado mais uma vez por aqui, as ofertas de trabalho estão cada vez mais disputadas. E se você deseja se destacar, vai precisar estar muito bem preparado. 

    Para se diferenciar dos demais candidatos àquela sonhada vaga, é fundamental buscar uma boa qualificação. Afinal, as exigências feitas pelo mercado em relação aos profissionais seguem em alta. 

    Por isso, para quem tem este objetivo e planeja estar bem empregado no menor espaço de tempo possível, os cursos profissionalizantes e técnicos são, certamente, os melhores caminhos a serem percorridos. 

    No entanto, muitas dúvidas ainda pairam sobre quem deseja se preparar e pretende escolher entre as duas modalidades de estudo. Enfim, você deve escolher um curso profissionalizante ou um curso técnico?

    A resposta é: depende. Isso porque esta escolha realmente depende dos seus objetivos imediatos e do que você deseja para o seu futuro, sendo ele próximo ou não. 

    E é justamente por isso que vamos abordar as diferenças entre os dois tipos de curso. Para que, dessa forma, você possa escolher o que mais se adequa à sua realidade no momento.

    Quais as diferenças entre curso técnico e curso profissionalizante?

    Curso técnico

    Os cursos técnicos podem ser cursados de forma concomitante ao ensino médio, ou após o término dele. E precisam, necessariamente, da aprovação do MEC (Ministério da Educação), além de algumas outras exigências, para serem oferecidos. 

    Entre estas condições específicas estão a carga horária padrão, duração do curso entre 18 e 24 meses, estágio obrigatório e apresentação de trabalho de conclusão de curso. 

    Ademais, o ensino técnico apresenta um estudo mais aprofundado e mais teórico, quando comparado ao ensino profissionalizante, sobre a área escolhida.

    O estudante tem a opção de cursá-lo em 3 modos diferentes, como:

    • Externo: curso técnico e ensino médio são feitos ao mesmo tempo, porém em escolas diferentes.
    • Concomitante: a escola oferece uma formação técnica e a conclusão do ensino médio dentro do mesmo curso.
    • Subsequente: o estudante conclui o ensino médio e depois entra em um curso técnico.

    Curso profissionalizante

    Os cursos profissionalizantes – também chamados de cursos livres -, não precisam de aprovação do MEC. Por isso, são livres de exigências como tempo mínimo de duração, elaboração de trabalho de conclusão de curso e estágio obrigatório. 

    Além disso, esta modalidade costuma ter uma duração menor – entre 6 e 24 meses. E após o término do mesmo, um certificado de conclusão é entregue ao aluno, comprovando efetivamente o que foi aprendido ali.

    Dessa forma, o ensino profissionalizante oferece conteúdos e conhecimentos necessários para a realização de uma determinada profissão, de forma breve e objetiva, para quem deseja entrar o quanto antes no mercado de trabalho.

    A modalidade é, inclusive, ideal também para quem já está inserido no mercado de trabalho e quer se aprofundar em um assunto específico, ou para quem está em busca de uma recolocação. 

    Portanto, algumas vantagens são:

    • Duração do curso.
    • Menor custo.
    • Não há pré-requisitos de formação.
    • Proporciona maior competitividade no mercado de trabalho.

    Agora, com essas informações, ficará mais fácil decidir qual das modalidades se encaixa melhor no que você deseja para a sua vida profissional no futuro, não é mesmo?
    Faça o melhor para você. Escolha a Microlins Guarulhos e tenha um futuro brilhante!

    Copyright © Microlins Guarulhos.  Todos os direitos reservados