Aprender inglês na melhor idade: como e por que?

Para gerações mais novas, o inglês é parte da cultura com a qual cresceram. Seja nos filmes, equipamentos eletrônicos ou anúncios que viram em revistas e nas tevês, esse é um idioma reconhecido e, principalmente, adotado por todo mundo. Para a terceira idade, porém, o inglês ainda é um tabu…

Mas não deveria ser.

Por que aprender inglês?

Compondo mais de 15% da população mundial e com expectativa de dobrar esse número em cerca de 20 anos (segundo Organização Mundial da Saúde diz), a terceira idade é uma grande e considerável fatia entre a população.

E, apesar da imagem comum levar a crer que eles apenas vivem na tranquilidade de sua aposentadoria, a realidade de muitos é diferente: a insaciável vontade de aprender, expandir suas fronteiras e conhecer o mundo no qual vivem.

Nesse cenário, aprender idiomas como o inglês pode ser a chave para cumprir objetivos de vida ambiciosos, como viajar, conhecer pessoas novas, consumir conteúdo e informação de fontes diferentes e em redes sociais alternativas.

Além disso, o desafio do aprendizado pode ser um bom fomento à renovação da rotina da terceira idade. Com o inglês para ser aprendido, renovam-se as leituras, o interesse pela pesquisa e os esforços para acertar em cheio na conversação.

Esses fatores são ótimos para a integridade intelectual, mas também para a saúde mental do idoso, já que exercita memória e previne várias doenças graves da mente, como a demência (segundo este estudo).

Mas e como aprender inglês na terceira idade?

A forma é aquela que todo mundo sabe: estudando!

Acontece que o aprendizado não é afetado pela idade da pessoa. Claro que, por uma série de condições do cérebro, o inglês pode ser um desafio a mais para idosos que para os jovens. Mas, apesar disso, a grande verdade é que a capacidade de aprender é inata ao ser humano, independente da sua idade.

Com aulas especializadas, com instrutores capacitados a ensinar para uma sala de alunos da terceira idade, o aprendizado é muito mais fácil. Na Microlins, por exemplo, o curso Inglês Adulto tem esse espírito: introduzir o idioma de uma forma dinâmica e prática para alunos de gerações mais antigas.

Além disso, é claro, para os mais preocupados com a organização, cabe executar as mesmas dicas que são ditas aos estudantes mais novos: estabelecer uma rotina de estudos é sempre uma vantagem para quem quer realmente aprender os conteúdos dados nas aulas.

Nosso artigo, “6 dicas para memorizar melhor seus estudos de inglês” é perfeito para todos, dos novatos aos estudantes da terceira idade, pois justamente fornece passos preciosos para auxiliar no seu processo de aprendizado do novo idioma.

E então, viu como o inglês é importante e pode fazer parte de uma grande mudança na vida das pessoas da terceira idade? A verdade é que nunca é tarde para aprender e, com a Microlins, o aprendizado é sempre melhor, mais fácil e feito na medida para você.

Caso tenha se interessado pelo curso de Inglês Adulto, é só clicar aqui e conferir sua grade e o que pretende lhe ensinar. Está afim de outras áreas? Confira no portfólio da Microlins, as inúmeras opções de cursos disponíveis!

Copyright © Microlins Guarulhos.  Todos os direitos reservados