Pretensão salarial: como se preparar para esta pergunta

Você também fica com um nó na garganta só em ouvir as palavras “pretensão salarial”? Entra em desespero só de pensar nesta pergunta durante uma entrevista de emprego? Então fique calmo, pois você não está sozinho.

Muitas pessoas têm dificuldade em discutir sobre pretensão salarial, porque o assunto geralmente causa desconforto e insegurança. Afinal, tanto supervalorizar quanto jogar seu salário lá em baixo podem pegar mal na hora de informar um valor para o empregador.

Mas então, como definir um valor justo e atrativo para ambos os lados quando a questão é a pretensão salarial? 

Para te ajudar nessa missão, nós preparamos algumas dicas importantíssimas para você calcular e determinar a sua pretensão salarial. Confira:

#1 Apenas responda se lhe perguntarem

É isso mesmo! Nada de sair falando sobre a sua pretensão salarial sem que alguém lhe pergunte. E também não é necessário colocar no currículo. Se o empregador lhe questionar, responda tranquilamente, sem omitir o valor desejado.

#2 Pesquise uma média salarial para aquele cargo

É muito importante que você tenha uma noção de quanto os profissionais da sua área com o mesmo nível de experiência estão recebendo. Pesquise o piso salarial de acordo com o porte da empresa em que você pretende trabalhar.

Outra alternativa é conversar com colegas de profissão para que eles possam lhe sugerir valores. Isso irá facilitar na hora de calcular sua pretensão salarial.

#3 Indique uma faixa salarial

Não há necessidade que você seja extremamente preciso na hora de definir sua pretensão salarial. Você pode determinar uma faixa: de R$ 3.000,00 a R$ 4.000,00, por exemplo.

Isso ajudará o empregador a ter uma margem de negociação.

Outro ponto que pode ajudar muito no momento da decisão é falar sobre seu último salário (ou o atual). Assim o empregador terá ideia de onde os números que você estabeleceu surgiram.

#4 Leve o seu custo de vida em consideração

Tem carro? Paga aluguel? Tem filhos? Quais os seus gastos mensais fixos? O emprego atual vai lhe gerar mais despesas? Tudo isso deve ser levado em consideração no momento de definir a pretensão salarial.

Afinal, você precisa de uma quantia capaz de pagar suas contas e ainda ter dinheiro para poupar, e resolver possíveis eventualidades. Então, coloque tudo na ponta do lápis e calcule um número vantajoso para você.

#5 Pense nos ganhos indiretos e nos benefícios

Além do salário em si, muitos outros benefícios podem agregar no valor ofertado. É o caso de empresas que oferecem plano de saúde, apoio ao estudo, auxilio alimentação/refeição, academia, previdência privada, entre outros.

Se forem levados em consideração, os benefícios podem diminuir os seus gastos fixos e tirar despesas do próprio salário. Por isso, fique atento a eles.

#6 Aceitar menos pode ser uma opção?

Talvez. É muito importante que você leve em consideração vários fatores para tomar essa decisão: existe a possibilidade de crescer na empresa? O ambiente de trabalho é favorável? Você pode desenvolver-se profissionalmente lá dentro?

Tudo isso lhe ajudará a responder se um salário um pouco inferior valerá a pena ou não.

Mas lembre-se: isso não quer dizer que você deve aceitar qualquer proposta. Faça escolhas conscientes e tenha em mente que o crescimento leva tempo e esforço. Paciência e dedicação levarão você a conquistar seus objetivos!

Esperamos que você tenha gostado do conteúdo e que ele lhe ajude no momento de definir a sua pretensão salarial. Não deixe de conferir os demais conteúdos do nosso blog!

Copyright © Microlins Guarulhos.  Todos os direitos reservados